Hospital Metropolitano

Seis principais dúvidas sobre Enxaqueca, tire suas dúvidas com a Dra. Soo Yang Lee, neurologista do Hospital Metropolitano.Voltar

28-06-2018

1) O que difere a enxaqueca das dores de cabeça mais comuns? Que características têm essa dor?

R: As crises de enxaqueca geralmente são unilaterais e vêm acompanhadas de sensibilidade à luz, barulho e cheiro fortes, além de enjoo e, às vezes, vômitos. Elas são mais intensas do que a dor de cabeça comum e geralmente atrapalham os afazeres, o trabalho e a diversão do paciente porque pioram com qualquer esforço físico. Em alguns casos, principalmente por causa dos vômitos, a pessoa é obrigada a procurar os serviços de emergência.

2) Essa relação entre certos alimentos e a crise de enxaqueca existe mesmo?

R: Sim, em especial vinhos, alimentos condimentados e contendo grande quantidade de lactose, como leite, queijo e chocolate.

3) O café feito em casa com água quente e coador faz mal?

R: Não.

4) Quais são os fatores que ajudam a disparar as crises de enxaqueca?

R: Estados tensionais/emocionais, hormonais (período menstrual), alimentos e sono (demais ou de menos).

5) Como devem ser indicados os medicamentos?

R: Existe o tratamento preventivo, para os casos de enxaqueca crônica (de alta frequência ou intensidade), e os sintomáticos, que servem para atenuar ou melhorar as crises de dor. A enxaqueca menstrual pode ser tratada somente no período pré-menstrual.

6) A medicação tem efeitos colaterais?

R: Os medicamentos usados para prevenção da dor (profiláticos) podem causar alteração de peso (ganho ou perda), sonolência, boca seca, constipação intestinal (prisão de ventre), dormências nas mãos/boca e cistite não infecciosa. Existe risco muito baixo de dependência, que é o grande medo dos pacientes.

Av. Eudes Scherrer de Souza, 488, Laranjeiras - Serra - ES - CEP: 29165-680 - Telefone: +55 (27) 2104-7000